Diálogos da Inovação apresenta soluções para melhoria da gestão pública

Aumentar o diálogo entre cidadãos e poder público, transparência, eficiência e como vencer entraves burocráticos foram alguns dos temas tratados na quarta edição da série Diálogos da Inovação, desta vez com o foco na gestão pública. O encontro foi realizado na quarta-feira, 3 de julho, na Casa Firjan – espaço da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro inaugurado em agosto de 2018, e que, desde então, vem promovendo programação voltada para as áreas de educação, projetos de inovação, laboratórios de tendências e atividades culturais. Para tratar do assunto, estiveram presentes a subsecretária de Programas e Captação de Recursos para Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado do Rio de Janeiro, Luana Abreu dos Santos Lourenço; o secretário Municipal de Planejamento, Orçamento e Modernização da cidade de Niterói, Axel Grael; Beatriz Ferreira, co-criadora da rede Novos Designs para a Gestão Pública e o diretor-executivo da Lemobs, Sérgio Rodrigues.

Na abertura, os representantes da FAPERJ e FIRJAN relembraram os editais em aberto das instituições. Julia Zardo, jornalista e especialista de Projetos Especiais da Firjan, destacou a agenda permanente de debates e palestras voltada para a economia do futuro na Casa Firjan e o prêmio – com inscrições abertas até 8 de setembro – para teses e dissertações que discutam o futuro do trabalho e a reinvenção das empresas. Já o diretor de Tecnologia da FAPERJ, Mauricio Guedes, lembrou que as inscrições para o edital destinado à inserção de mestres e doutores em empresas estão abertas até o dia 23 de julho. A bolsa tem duração de um ano e a expectativa é a de que os profissionais sejam absorvidos para o quadro das empresas após o período. “No Brasil, pesquisador é sinônimo de servidor público. Diferente do resto do mundo. Nosso objetivo é ajudar a mudar este quadro”, disse o diretor.

Para finalizar, o diretor executivo da Lemobs -Tecnologia, Sistemas Integrados e Apps para Gestão, Sérgio Rodrigues, apresentou as soluções desenvolvidas pela empresa desde 2009, e falou dos desafios de crescimento para o futuro. A empresa foi uma das 35 selecionadas pelo programa Brazil Accelerate 2030, iniciativa do Impact Hub – apontado como o maior portal global destinado à construção de uma comunidade empreendedora –, e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para impulsionar os negócios de impacto socioambiental dentro do propósito de cumprir os objetivos de desenvolvimento sustentável propostos na Agenda 2030 da ONU. O papel da empresa é desenvolver a automatização dos serviços públicos e entregar para os gestores aplicativos e mapas operacionais, todos interoperáveis em diversos sistemas. No entanto, o fechamento de contratos com empresas inovadoras ainda é um dos principais desafios enfrentados pela Lemobs.

 “A dificuldade em obter financiamento tem sido o principal desafio. E, até hoje, por sermos uma empresa inovadora, temos que esperar, em muitos casos, de um a dois anos até que consigamos fechar um contrato”

Sérgio Rodrigues.

Confira o texto na íntegra no site da  FAPERJ

Veja mais

Fechar Menu