4 dicas fundamentais para uma nutricionista escolar

Compartilhe este post

Celebrado em 31 de agosto, o Dia do Nutricionista tem origem no nascimento da Associação Brasileira de Nutricionistas (ABN), hoje conhecida como Associação Brasileira de Nutrição (Asbran), em 1949. A criação da associação tinha como objetivo melhorar e desenvolver estudos no que tangia a qualidade dos alimentos e de todo o campo da nutrição. 

A profissão desempenha um papel fundamental para implementar ações que incentivem uma alimentação mais adequada e saudável, monitorando o cenário alimentar da população, atendendo necessidades nutricionais específicas para melhorar a qualidade de vida. Em relação à abrangência do seu impacto, um nutricionista pode trabalhar em hospitais, restaurantes e escolas, aplicando seus parâmetros nutricionais para supervisionar a produção de refeições e promover opções mais saudáveis. Por isso, hoje trouxemos quatro dicas fundamentais para uma nutricionista escolar. 

(Foto: Lemobs)

1. Priorize os alimentos in natura de acordo com a sazonalidade

Priorizar alimentos in natura de acordo com a sazonalidade envolve escolher alimentos que estão em sua época de colheita e disponibilidade natural. Isso traz uma série de benefícios tanto para saúde quanto para o meio ambiente.

Optando por alimentos sazonais, uma nutricionista escolhe produtos que estão em seu auge de frescor e sabor, o que significa que eles geralmente contêm mais vitaminas, minerais e antioxidantes do que quando são cultivados fora de época ou passam por longos períodos de armazenamento. Além disso, ao escolher alimentos da estação há mais chances de consumir produtos que foram cultivados com menos agrotóxicos. 

Portanto, considerar alimentos in natura de acordo com a sazonalidade não apenas beneficia a saúde dos que irão consumir, como também apoia o meio ambiente, reduz a exposição a produtos químicos e pode tornar a alimentação mais econômica e sustentável. 

 2. Crie cardápios de acordo com a estação para melhorar a aceitabilidade

Desenvolver cardápios de acordo com a estação é uma estratégia nutricional que harmoniza as opções alimentares com as estações do ano. Durante o inverno, pratos quentes e sopas podem ser mais bem aceitos, oferecendo conforto e aquecimento. Já no verão, opções frescas como saladas frescas e frutas se tornam mais atraentes por proporcionarem uma sensação de leveza e hidratação.

Essa abordagem não só melhora a aceitabilidade das refeições, como também incentiva escolhas conscientes, promovendo uma conexão mais profunda entre os consumidores e a natureza pelo fato de valorizar os alimentos disponíveis em cada período sazonal. Além disso, os cardápios criados dessa forma contribuem para a redução do desperdício, uma vez que as refeições são mais alinhadas com as preferências naquela ocasião, trazendo o resultado de uma experiência mais satisfatória. 

3. Diversifique os alimentos do cardápio para cores e nutrientes variados

Criar cardápios coloridos incentiva a aceitação de refeições saudáveis, especialmente para crianças. A incorporação de cores não apenas aguça o apetite visual, como também indica a presença de uma variedade de nutrientes essenciais em cada prato. Além de tornar as refeições mais atrativas, assegura uma oferta equilibrada de vitaminas, minerais e antioxidantes que são fundamentais para o bom funcionamento do organismo. 

Essa estratégia não só mantém o interesse dos estudantes, como incentiva a exploração de novos sabores e alimentos, ajudando a expandir o repertório alimentar de forma positiva. 

4.  Adoce com frutas em vez de açúcar 

Uma das habilidades dos nutricionistas é criar alternativas para alimentação. E uma delas é usar frutas para criar doces. Em vez de utilizar açúcar, eles podem explorar o sabor naturalmente doce das frutas para adoçar pratos de forma mais saudável. Essa abordagem não só acrescenta uma doçura mais leve nas refeições, como apresenta benefícios nutricionais maiores, já que açúcares adicionados podem ser prejudiciais à saúde, e as frutas trazem vitaminas, minerais e fibras essenciais para o corpo.

Dessa forma, transformar frutas em opções doces em vez de açúcar enriquece as refeições e cria uma conexão positiva com os alimentos, além de oferecer uma abordagem mais consciente em relação à alimentação. 

Maximize os processos de nutrição escolar com o AEI

Depois dessas 4 dicas essenciais para o trabalho de nutricionista escolares, a Lemobs tem mais formas de otimizar os processos da alimentação escolar. Com o Alimentação Escolar Inteligente (AEI), os nutricionistas escolares, administradores e cozinheiras têm acesso a um sistema que automatiza a criação de cardápios equilibrados. Por meio da solução, o processo de planejamento de cardápios é simplificado, promovendo escolhas mais saudáveis e redução no desperdício de alimentos.


Descubra como o AEI pode otimizar a gestão alimentar da sua escola. Clique aqui para obter mais informações sobre os planos de contratação e conhecer todos os benefícios que o sistema oferece.

Inscreva-se na nossa Newsletter

Apenas com seu e-mail você pode receber novidades, notícias e divulgações periodicamente de nossos eventos e produtos!

Veja mais