Smart Cities 2018: Veja qual posição as cidades brasileiras ocupam!

O estudo IESE – Cities in Motion 2018 feito pela IESE – Business School da Universidade de Navarra,  analisou nove dimensões de 165 cidades pelo mundo e gerou um ranking das cidades mais inteligentes. Dentre as dimensões analisadas estão: governança; planejamento urbano; tecnologia; meio ambiente; alcance internacional; coesão social; mobilidade e transporte; capital humano; e economia.

Nova Iorque, Londres, Paris, Tóquio e Reykjavik integram o TOP 5 mundial. Buenos Aieres, Santiago, Cidade do Panamá, Montevidéu e San José integram o TOP 5 da América Latina.

Representando o Brasil, 6 cidades brasileiras foram integradas ao ranking: São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Brasília, Salvador e Belo Horizonte. Infelizmente a posição destas cidades não foi tão satisfatória. Ambas as cidades ficaram com nota B (nota mais baixa). São Paulo foi a cidade mais bem colocada e Belo Horizonte a de pior colocação.

Segue abaixo mais informações sobre as cidades brasileiras no ranking:

São Paulo:

Ranking – 116º

Melhor dimensão – Alcance Internacional (28º)

Pior dimensão – Economia (155º)

Rio de Janeiro:

Ranking – 126º

Melhor dimensão- Planejamento Urbano (36º)

Pior dimensão – Economia (160º)

Curitiba:

Ranking – 135º

Melhor dimensão – Meio Ambiente (65º)

Pior dimensão – Economia (161º)

Brasília:

Ranking – 138º

Melhor dimensão – Mobilidade e Transporte (61º)

Pior dimensão – Economia (163º)

Salvador:

Ranking – 147º

Melhor dimensão- Meio Ambiente (86º)

Pior dimensão – Economia (164º)

Belo Horizonte:

Ranking – 151º

Melhor dimensão – Meio Ambiente (120º)

Pior dimensão – Economia (162º)

Confira a pesquisa na íntegra no site.

Veja mais

Fechar Menu