BLOG LEMOBS

Nutrição escolar: Antropometria e identificação de restrições alimentares

Nutricionista com materiais de antropometria.
Foto: Freepik

Garantir uma alimentação escolar saudável e adaptada às necessidades individuais dos alunos é um desafio que, ao ser enfrentado, precisa levar em consideração as restrições alimentares e a antropometria. 

A importância de considerar as restrições alimentares

Cada vez mais crianças e adolescentes apresentam restrições alimentares, sejam elas relacionadas a condições médicas como diabetes, intolerância à lactose e doença celíaca, ou por opção, como no caso do vegetarianismo. Ignorar essas restrições pode não apenas comprometer a saúde dos alunos, mas também criar um ambiente escolar pouco inclusivo e respeitoso.

É nesse contexto que a Lei Nº 12.982/14 ganha relevância ao garantir a merenda escolar especial para alunos com essas restrições, destacando a importância de adaptar a alimentação de forma adequada para cada caso.

Antropometria na nutrição escolar

Foto: Lemobs

A análise antropométrica, que envolve a avaliação da composição corporal através de medidas como peso e altura, é fundamental para compreender a situação nutricional dos alunos. O AEI facilita esse processo ao auxiliar no levantamento de dados antropométricos dos alunos e na identificação de padrões nutricionais na comunidade escolar. Essas informações não apenas identificam casos de sobrepeso e obesidade, mas também auxiliam na detecção de possíveis deficiências nutricionais, permitindo a criação de estratégias para promover hábitos alimentares mais saudáveis.

Monitoramento e identificação de casos extremos

Foto: OMS

O monitoramento contínuo e a identificação de casos extremos são essenciais para garantir um desenvolvimento equilibrado dos alunos. Utilizando os gráficos sugeridos pela OMS, os profissionais podem acompanhar o progresso dos alunos de perto. Esses gráficos, em conjunto com os protocolos do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) do Ministério da Saúde, permitem a identificação de índices de obesidade e magreza com base no IMC por percentis. Esse monitoramento detalhado possibilita intervenções precisas e oportunas, assegurando que cada aluno receba a atenção necessária para suas necessidades específicas.

Como agir dentro da antropometria e na identificação de restrições alimentares?

Foto: Secretaria de Educação de Maricá

O AEI – Alimentação Escolar Inteligente utiliza a tecnologia para adaptar a alimentação escolar às restrições alimentares e características individuais dos alunos. Com um sistema automatizado de elaboração de cardápios, o AEI identifica alergias, intolerâncias alimentares e realiza intervenções específicas, promovendo uma alimentação mais saudável e adequada. Além disso, o AEI oferece um acompanhamento de saúde personalizado, com painéis de visualização de dados que monitoram índices de obesidade e magreza de acordo com os protocolos da OMS e o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) do Ministério da Saúde. Dessa forma, profissionais de saúde e nutricionistas podem acompanhar de perto o progresso físico dos alunos, garantindo um desenvolvimento saudável e equilibrado.

Webinar Nutrição Escolar Inteligente: Adaptando a Alimentação dos Alunos com Base em Dados Antropométricos e Necessidades Individuais

No dia 07/06, às 14h, realizaremos um webinar especial sobre Levantamento das restrições alimentares e antropometria. Este evento abordará a importância de garantir uma alimentação escolar saudável e adaptada às necessidades individuais dos alunos, levando em consideração tanto as restrições alimentares quanto a análise antropométrica.

O webinar contará com palestrantes renomados como Alessandra Pereira e Josiane Azevedo, e abordará temas como saúde, alimentação, antropometria, PNAE e alimentação coletiva. 

Alessandra é Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Alimentação e Nutrição Escolar – PESANE da Escola de Nutrição da Unirio, PhD em Saúde Coletiva pelo Instituto de Medicina Social da UERJ, além de Doutora e Mestre em Alimentação e Nutrição e Saúde pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Com expertise nas áreas de Segurança Alimentar e Nutricional, Alimentação Escolar, Políticas Públicas, Saúde Coletiva e Dietética, sua participação enriquecerá nosso evento.

Josiane é profissional que se formou pela faculdade Estácio de Sá. Iniciou sua trajetória como estagiária de Nutrição na Secretaria Municipal de Educação de Maricá/RJ e, com sua experiência, assumiu o cargo de Coordenadora de Nutrição, garantindo qualidade e eficiência na nutrição do município.

Acesse a página de inscrição aqui e garanta a sua participação no evento.

Facebook
LinkedIn
Twitter
Email
Imprimir